Muito mais informações online para você

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Veja como fazer a enxertia do bacurizeiro, planta típica das chapadas brasileiras, veja

Coleta de bacuri

Técnico Agrícola ensina o procedimento de enxertia, que pode ser feito com outras plantas locais.
 A região norte do Tocantins passou a investir na produção do bacuri usando essa técnica.

A enxertia é um procedimento simples. Garante ao produtor a redução no tempo de produção e a qualidade dos frutos. Wando Cruz, técnico do Instituto de Desenvolvimento Rural (Ruraltins), explica as vantagens do procedimento. "A planta vai dar fruto com o porte baixo. Ou seja, um bacurizeiro começa a produzir se ele for enxertado, com 1,5 a 2 metros de altura. Além disso, outras culturas como feijão, arroz, mandioca, melancia, podem ser plantadas na mesma área que essas mudas", ensina.

Para fazer a enxertia e garantir bons resutados, o produtor deve primeiro escolher o clone. De acordo com Wando, ele deve escolher os galhos que ficam no alto das copas das árvores. "Se você pegar um galho da parte baixa, mesmo sendo de uma planta produtiva, essa nova planta enxertada poderá demorar muitos anos para começar a produzir." Um bacurizeiro enxertado demora em média três anos e meio para dar frutos.

Um único galho pode produzir diversas mudas, que não podem ter o diâmetro maior que o caule das plantas. Para livrar o material de contaminação por fungos e outras pragas, o produtor deve higieniza-lo com uma solução de dois litros de água, misturada com 40ml de água sanitária. Depois, é preciso envolver uma fita por toda muda, que não pode ficar exposta. Para assistir o técnico realizando o procedimento, basta acionar o vídeo.

Clique aqui: ENXERTIA DE BACURI

Investimento
A região norte do Tocantins começou a investir na produção do bacuri, fruto típico do cerrado. Em uma propriedade localizada em Wanderlândia, a 435 km de Palmas, o produtor rural Divino Hipólito decidiu investir na produção do fruto. "Valeu a pena porque hoje nós temos aí mais de mil mudas no ponto para a enxertia", conta.

Para Divino, a produção foi satisfatória porque garantiu um retorno de R$ 8 mil em dois meses de comercialização da polpa do bacuri. Foi assim que o produtor decidiu investir na enxertia para acelerar a produção, uma vez que se for plantada a partir da semente, o bacurizeiro demora de dez a doze anos para dar os primeiros frutos.

Território Livre do Baixo Parnaíba
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Recent Posts

Unordered List

Text Widget

VISUALIZAÇÕES

Vídeos

Loading...

Pesquisar

Tecnologia do Blogger.

Siga por E-mail

Seguidores

Text Widget

Copyright © BuritiNet | Powered by Blogger Design by PWT | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com | Distributed By Blogger Templates20